APRENDIZAGEM COLABORATIVA E PROCESSOS DE FORMACAO: Experiencias fo..
Search:

Universidade do Estado da Bahia – UNEB   /  Universidade da Madeira – UMa

Projeto de Pesquisa  em rede UNEB/UMa

Coordenação UNEB                        Coordenação UMa

Prof. Dr.Antenor Rita Gomes                        Prof. Dr.José Paulo Brazão

Coordenador técnico

Prof. Dr.Ricardo Amorim  
 

Consultores:                                                Consultor: 
 

Prof. Dr. Victor Manuel Amar Rodriguez (UCA)   Prof. Dr. Carlos Nogueira Fino (UMa) 
 

Prof. Dr.Roberto Sidney (UFBA)                            

 

Pesquisadores (UNEB)                              Pesquisadores (UMa) 


Prof. Dr. Ana Lúcia Gomes da Silva      Prof. Dr. Elsa Fernandes

 

Prof. Dr. Juliana Salvadori       Prof. Dr.Fernando Correia 


Prof. Dr. Emanuela Dourado                  Prof. Dr.Gorete Pereira
 

Prof. Dr. Sergio Luiz Silva (UNIRIO)            Prof. Dr. Alice Mendonça

 

                Prof. Dr.Nuno Fraga


                                                                     Prof. Drª Sónia Martins

 

                                                                     Prof. Drª Cristina Duarte 


 


RESUMO


 

Este projeto busca compreender como ocorrem as experiências formativas por meio da Produção de Artefatos Educacionais Sociotecnológicos (AEST) em uma comunidade de prática onde se incluem professores em situação de Formação. Para o desenvolvimento da pesquisa de Inspiração etnográfica será desenvolvida uma plataforma digital interativa envolvendo dois pólos de ação e formação  (em Jacobina, Bahia, BR e em Funchal, Madeira, PT) por meio da qual serão desenvolvidos os processos de formação, autoformação, produção, e socialização dos artefatos produzidos pela pesquisa. A experiência empírica engloba uma fase de autoformação e desenvolvimento de conceitos cujos sujeitos são os membros das equipes pesquisadoras e uma fase de desenvolvimento e experimentação de artefatos educacionais sociotecnológicos que tomarão parte do cenário educativo desenhado pela Plataforma de ação. A  segunda fase da pesquisa será desenvolvida por meio de um curso de formação para profissionais da educação e professores dos dois polos e terá duração inicial de 01 ano no qual se espera que cada participante da formação projete cenários educativos constituídos de artefatos educacionais sociotecnológicos. Estes Cenários,  seus artefatos e os respetivos processos de construção  serão objetos de análise durante toda a pesquisa.

Palavras-Chave: Artefactos Educacionais sociotecnológicos; Comunidades de prática; Aprendizagens; Formação de Professores.

APRESENTAÇÃO


 

Esta Pesquisa sobre Aprendizagem, produção de artefatos educacionais sociotecnológicos e formação será desenvolvida por meio de uma experiência empírica envolvendo Profissionais da Educação e professores que buscam atualização profissional, sejam licenciandos ou estudantes das Ciências da Educação, em processo de formação inicial ou continuada. Pressupõe a criação de um grupo de trabalho e formação atuando presencialmente e por meio de um ambiente virtual/interativo  de formação em rede para atuar e compreender os processos de  aprendizagem (do conhecimento geral e da docência) subjacentes à produção de artefatos educacionais sociotecnológicos. Este grupo será constituído pela seleção e inclusão de docentes participantes de uma experiência piloto no Brasil (Jacobina - Bahia), em Portugal (Funchal - Ilha da Madeira). Este ambiente será delineado, coordenado e orientado pelos pesquisadores José Paulo Brazão (UMa) e Antenor Rita Gomes (UNEB). O propósito da experiência é analisar a ação dos aprendizes  numa espécie de “fábrica” de ideias pedagógicas construtoras de artefactos educacionais sociotecnológicos, cuja matéria básica de produção sejam as visualidades da cultura dos seus  interactantes vivenciadas em  suas comunidades culturais de prática.

Os sujeitos em situação de formação serão de Jacobina (BA) e Funchal (PT), matriculados no programa de formação específico para este fim, ofertado em rede pela ação conjunta da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e a Universidade da Ilha da Madeira (UMa).

As experiências de formação e produção destes artefatos se darão pela ação mediadora da equipe pesquisadora junto aos grupos constituídos nos 2 núcleos de atividade (Jacobina e Funchal) conectados e interactantes por meio da plataforma de aprendizagem, pelo sistema de vídeoconferência e, ocasionalmente,  outras conexões digitais que se fizerem necessárias.